Análise da série Once Upon a Time

Conta a história de clássicos da Disney misturando o mundo do conto de fadas com o mundo real, através de um feitiço criado pela rainha má, em uma cidade criada próxima à Nova York, nos Estados Unidos e conta as histórias que já conhecemos, de forma diferente. Na série, Branca de Neve e o Príncipe tem uma filha chamada Emma, que é dada como Salvadora ao nascer, pois seus pais esperam que quando crescer, consiga ir atrás da sua história real e seus pais verdadeiros, livrando e salvando todos da maldição que a rainha má lançou no Reino Encantado, descobrindo seus poderes de princesa e consiga salvar o mundo encantado para voltar à floresta.

Análise da série Once Upon a Time

Neste primeiro entendimento da história, já percebe-se que o poder é feminino nesse novo conto. São as princesas, as corajosas que enfrentam mundos acompanhadas de seus amados ou não, para salvar seu povo. Emma acaba descobrindo que tem um filho, e além dos problemas já existentes do reino encantado, ela também precisa lidar com o problema de descobrir como criar um pré adolescente sozinha e lutar pela guarda dele. O ex namorado dela, pai do filho, deixou ela levar a culpa por ele, no envolvimento de um roubo de onde ele conseguiu escapar, prometendo mundo e fundos para ela que amava o rapaz, sendo irresponsável, deixando ela desistir de um filho aos 19 anos, por acreditar que não poderia criar uma criança sozinha e por ser a única solução que ela conhece, tendo sido órfã. Com o passar da história da série, também vemos Branca de Neve lidando com um segundo filho e criando um tipo de problema de relacionamento com a filha, que vê a mãe toda empolgada, com a segunda chance da maternidade, parecendo a primeira, pois a primeira vez ela não pode criar a filha como gostaria e precisando administrar uma cidade enquanto amamenta um filho recém nascido e nesse momento, recebe um aviso do psicólogo da cidade, dizendo que ela não precisa fazer nada sozinha e que nem precisa provar que pode criar uma criança e administrar a cidade, pois ninguém duvida de tal competência, e por esse mesmo motivo, não haveria problema em pedir ou aceitar ajuda.

A improbabilidade e a junção de personagens para efeitos do roteiro e romances criados, alternam por vezes as histórias e o que mais podemos ver, é a imagem das mulheres fortes, históricas, heroínas, sendo as verdadeiras donas das histórias, recriando as histórias, mostrando que se existe um príncipe - um homem, na real- ao lado delas, é por escolha delas e não necessidade. Que elas são fortes e guerreiras, capazes de fazer tudo o que desejam e sonham -e precisam!-.

Outro fato marcante é que mostra que mesmo quando elas duvidam dos seus poderes, ao contrário dos homens tomarem as dores e verem elas como indefesas, precisando ajudar elas, eles se colocam na posição de encorajadores. Lembrando à elas que elas não precisam dele, que elas conseguem sair dos problemas sozinhas, se livrarem dos monstros. Conseguem ver as referências e a necessidade de entendermos que não precisamos recorrer aos homens sempre que vemos um obstáculo em nossos caminhos?

Eu amo essa série e acho super importante vermos junto às crianças, pra elas entenderem que podem tudo!

Tags

Arquivo do blog

  • 15 Brazilian reals
  • 15 Brazilian reals
  • 15 Brazilian reals
  • 15 Brazilian reals
  • 15 Brazilian reals
  • 15 Brazilian reals
  • 15 Brazilian reals
Keyboard and Mouse

Nascemos da vontade de compartilhar experiência entre mulheres incríveis e maravilhosas que já empreendem e que estejam com vontade de entrar no mundo do empreendedorismo. Somos uma rede de apoio. Com rodas de conversas, imersões, trocas de experiências e feedbacks. Acreditamos não ser necessário ter sua própria empresa para ser empreendedora e também poder ajudar nas dúvidas de negócios de quem já está empreendendo! Aqui o principal é a troca. Vem fazer parte!

  • Facebook
  • Pinterest
  • Instagram

Av, Panamericana, 286. Porto Alegre, RS / 91050000

girlpowerpoa@gmail.com

(51) 99182-0764

Girl Power Poa - 86414232068​

Entrega dos produtos físícos em até 14 dias úteis.